Busca


Coluna do Blog
Ubaldo, Rubem Alves e Ariano


Destaques
Tucanos de Pernambuco lamentam morte do "mestre" Ariano
Matheus Nachtergaele escreveu carta para Ariano
Agenda dos candidatos ao governo de Pernambuco
Blog do Magno com novas redes sociais
Pernambucanos acordam cedo para se despedir de Ariano
Incêncio no banco Bradesco de Afogados da Ingazeira
O adeus dos fãs e famliares a Suassuna no Palácio
Coluna da quinta-feira
Juiz intima Eduardo e Fernando a depor sobre refinaria
Paulo Câmara processa Maia por acusação de suborno


Opinião


Leis e vacinas - José Adalberto Ribeiro
























TwitterTwitterRádio do MagnoRSS

27
11/10
Ex-presidente, Lula terá 8 funcionários públicos a seu dispor
 
Quando entrar para o grupo dos ex-presidentes da República, a partir de janeiro do próximo ano, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ainda poderá contar com oito funcionários públicos a seu dispor. A lista de itens aos quais os ex-presidentes têm direito inclui quatro seguranças e dois motoristas treinados pelo Gabinete de Segurança Institucional, além de dois carros oficiais. Lula, assim como os outros que o antecederam, também terá outros dois assessores. Todos os funcionários são custeados pela Presidência da República e lotados na Casa Civil e receberão gratificações além de seus salários básicos.
 
Viúvas
 
Os presidentes não recebem nenhum tipo de pensão quando deixam o cargo. Em caso de morte, contudo, as viúvas têm direito a uma pensão equivalente às das viúvas de ex-ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). O valor é o mesmo do salário de um ministro do Supremo, atualmente R$ 26.723,13, e é vitalício. A viúva não poderá acumular esse rendimento com nenhum outro tipo de pensão pago pela União, podendo escolher com qual ficará, se for o caso.

Ao todo, dois decretos presidenciais e um do Congresso Nacional regulamentam os benefícios aos quais os presidentes da República têm direito quando deixam o cargo. O primeiro, de 1986, do Congresso, promulgado pelo então presidente do Senado José Fragelli. O segundo decreto foi assinado pelo então presidente Fernando Collor de Melo, em janeiro de 1992. O último decreto foi do presidente Lula, em 2008. Todos eles se complementam e redundam na regulamentação dos mesmos benefícios.
 
Quatro vivos
 
O Brasil tem atualmente quatro ex-presidentes da República vivos: José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique Cardoso. Todos eles participam ainda ativamente da vida política do país. Os dois primeiros são senadores da República, sendo Sarney presidente do Senado Federal. Itamar Franco também venceu as últimas eleições para a casa legislativa e assume o cargo de senador a partir de janeiro. Apesar de não exercer nenhum cargo eletivo, Fernando Henrique Cardoso atuou com seu partido, o PSDB, nas últimas eleições presidenciais.(Do Correio Braziliense)
  Escrito por Magno Martins, às 17h30
 
Comentários Comentários (9) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Dilma extinguirá gabinete, dando o troco a general que a barrou

 A presidenta eleita Dilma Rousseff estuda extinguir o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), criado no governo FHC, hoje sob chefia do general Jorge Félix, e reabilitar o Gabinete Militar da Presidência da República. A mudança é uma das mais importantes em estudo na sua equipe de transição. A Agência Brasileira de Inteligência, vinculada ao GSI, pode ficar subordinada ao ministro-chefe do Gabinete Militar.

Outras hipóteses para a Abin seria subordiná-la à Secretaria-Geral ou à Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência.

Dilma ainda não definiu quem chefiará a Abin, mas deseja para o cargo alguém do ramo, militar ou membro da comunidade de informações.

Ajuda o fim do GSI a ojeriza de Dilma a Jorge Félix. Certa vez, após um serão, ela foi impedida de sair do Planalto pela frente. O tempo fechou.

Dilma gritou com os sentinelas e com o general Félix, ao telefone. No dia seguinte, ele a procurou para se explicar, mas ela não o recebeu.

(Coluna de Cláudio Humberto)

  Escrito por Magno Martins, às 16h00
 
Comentários Comentários (9) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Estado abre mão de R$ 340 milhões em impostos

Do Diario de Pernambuco

 O projeto de lei que prevê o perdão de impostos, multas e outros débitos inscritos na Dívida Ativa do estado até o final de 2004 - em valores abaixo de R$ 10 mil - deve beneficiar, especialmente, os devedores de Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). De 64.254 das cobranças que serão anistiadas, caso a matéria seja aprovada na Assembleia Legislativa, mais de 90% dizem respeito a devedores de ICMS. Os 10% restantes são referentes ao IPVA e ao Imposto de Transmissão (ICD), além de outras cobranças, como empréstimos compulsórios e indenizações pagas a mais. Isso representa uma renúncia de receitas dos cofres estaduais de aproximadamente R$ 340 milhões.

O procurador geral do estado, Tadeu Alencar, nega que o perdão das dívidas seja uma forma de estimular o mal pagador e desprestigiar quem quitou seus débitos com o estado. Ele reconhece que projetos que renunciam cobranças são ´antipedagógicos e não estimulam o ambiente tributário saudável` que o governo Eduardo Campos (PSB) busca. No entanto, deacordo com Tadeu, os aspectos relevantes na matéria enviada à Assembleia são a recuperação de crédito público e o enxugamento de quase 50% dos processos prescritos que estão no Poder Judiciário.

  Escrito por Magno Martins, às 15h30
 
Comentários Comentários (4) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Freire veta fusão PPS com PSDB: ''É história encerrada''

 Em reunião do Diretório Nacional do PPS em Brasília ontem, o presidente do partido, Roberto Freire (SP) bateu o martelo descartando qualquer possibilidade de fusão com o PSDB. Freire disse aos membros do diretório que tudo não passou de uma especulação do senador eleito Aloysio Nunes (PSDB) por causa do encolhimento do partido após as eleições:

– Esse assunto surgiu com uma conversa do Aloysio Nunes, apenas porque o partido tinha diminuído depois das eleições, assim como toda a oposição. Mas não passou de especulação. Essa história está encerrada.                                       (Do blog Poder Online - Ana Paula Leitão)

  Escrito por Magno Martins, às 14h30
 
Comentários Comentários (2) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Ficha Limpa ameaça mandato de campeoníssimos de votos
 Quase dois meses depois do primeiro turno das eleições, candidatos campeões de voto barrados pela Lei da Ficha Limpa - como Paulo Maluf (PP-SP), João Capiberibe, Janete Capiberibe (PSB-AP) e Paulo Rocha (PT-PA) - ainda aguardam o julgamento de recursos que definirão seu futuro político. Maluf obteve 497 mil votos, sendo o terceiro mais votado de São Paulo, atrás de Gabriel Chalita (PSB) e do palhaço Tiririca (PR). Os votos, porém, foram declarados nulos pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo por causa de uma ação de improbidade.
  Escrito por Magno Martins, às 13h30
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
João deixado no meio do caminho

Marisa Gibson - Coluna Diario Político 

Sem contraponto - Mantido à distância de Dilma Rousseff, o ex-prefeito do Recife, João Paulo, deputado federal eleito, que se pensou que poderia integrar o governo da futura presidente, vai ficando sem espaço para se contrapor à liderança única de Eduardo Campos entre as forças governistas no estado e, com isso, perdendo terreno para 2012 e 2014.

  Escrito por Magno Martins, às 12h30
 
Comentários Comentários (12) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
PM entrará no complexo; traficantes cercados querem negociar

Soldados participam de cerco ao Complexo do Alemão, na zona norte do Rio, neste sábado

Traficantes cercados no Complexo do Alemão, conjunto de favelas localizado na zona norte do Rio, enviaram mensagens ao mediador de conflitos e coordenador do Afroreggae, José Júnior, para iniciar algum tipo de conversação antes da invasão da polícia, informa a Folha Online. José Júnior está agora no Complexo do Alemão disposto a negociar uma rendição com os traficantes para evitar o elevado número de mortes que se espera em um eventual combate.

O comandante-geral da PM do Rio, coronel Mário Sérgio Duarte, disse neste sábado que a polícia vai invadir o Complexo do Alemão 'a qualquer momento'. Segundo o oficial, a decisão já está tomada e não há possibilidade de se voltar atrás.'Temos toda a superioridade. Não há hipótese de os traficantes serem bem sucedidos. Eles devem se entregar, essa é a hora. Depois que entrarmos, as coisas serão complicadas', afirmou o comandante da PM.

Negociador

Desde 1993 Afroreggae criou a ONG que atua na área social cultural em favelas, abrigando e empregando ex-traficantes dispostos a abandonar o crime. Os mediadores atuam para evitar confrontos que prejudiquem a vida de moradores das comunidades.

  Escrito por Magno Martins, às 11h30
 
Comentários Comentários (5) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Dilma recusa convite de Obama para visitar EUA antes da posse

A presidente eleita no Brasil, Dilma Rousseff, recusou convite para se encontrar com o presidente dos EUA, Barack Obama, antes da posse, na Casa Branca.

Segundo o assessor especial para assuntos internacionais da Presidência, Marco Aurélio Garcia, ela tem problemas na agenda por causa de compromissos do governo de transição.

A pauta central seria a guerra cambial. Logo após ser eleita, Dilma, ao lado do presidente Lula, subiu o tom das críticas e acusou Estados Unidos e China de promoverem uma guerra cambial para proteger suas economias.                         (Do blog Presidente 40 - Tathiana Barbar)

  Escrito por Magno Martins, às 11h00
 
Comentários Comentários (8) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Mais um lulista fica no governo Dilma: Marco Aurélio Garcia

 A presidente eleita, Dilma Rousseff, convidou o assessor internacional de Lula, Marco Aurélio Garcia, a permanecer no Planalto, informa a Folha Online. Os dois conversaram na última semana e devem voltar a se falar na segunda-feira. O assessor era cotado por diplomatas sul-americanos para assumir a Secretaria-Geral da Unasul (União de Nações Sul-Americanas), mas desistiu a pedido de Dilma.

Representantes de Uruguai, Venezuela e Argentina articulavam a permanência de Garcia no cargo em substituição ao ex-presidente argentino Nestor Kirchner, morto no mês passado. Os presidentes do bloco se reuniram ontem em Georgetown, na Guiana. Sondado para o cargo na Unasul, Garcia consultou Dilma, que pediu para que permanecesse no governo.

  Escrito por Magno Martins, às 10h30
 
Comentários Comentários (8) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Meirelles sai atirando contra seu desafeto Mantega

 Antes de limpar as gavetas e entregar a Alexandre Tombini a presidência do Banco Central, Henrique Meirelles fez questão de marcar posição contrária ao ministro da Fazenda, Guido Mantega. Meirelles jogou dúvidas sobre a proposta de seu desafeto Mentega de criar um índice de inflação que exclua a variação dos preços dos alimentos e dos combustíveis, considerados pelo ministro como muito voláteis. Na avaliação de Meirelles, “é bom ter mais informação” sobre a proposta da Fazenda. Teme-se que Mantega use esse novo indicador para forçar a baixa mais rápida da taxa básica de juros (Selic), pondo em risco a estabilidade da economia.

Nas últimas semanas, Meirelles tem viajado bastante e discursado em todos os lugares por onde passa. O tom de despedida nas palavras do presidente do BC é constante e, mesmo tendo sido rejeitado pela presidente eleita, Dilma Rousseff, ele insiste em dizer que está “saindo por cima” e está “planamente realizado”. Gosta também de deixar claro que Tombini, para substituí-lo, foi uma indicação sua. “É uma grande escolha e estou, de fato, realizado”, disse ontem em Vitória (ES), durante o Congresso Nacional de Executivos de Finanças (Conef). (Do Correio Braziliense)

  Escrito por Magno Martins, às 09h56
 
Comentários Comentários (7) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Coluna de hoje na Folha

         A tragédia de Camaragibe

Enquanto os olhos do País estão focados na guerra dos traficantes contra a Polícia no Rio, em Camaragibe, Região Metropolitana do Recife, outra tragédia causa indignação, revolta e horror. Mas, estranhamente, não está na ordem do dia das discussões. Trata-se do caso de duas adolescentes que foram lavar os pés num buraco aberto pela Compesa e acabaram arrastadas para a morte.

O poço da Compesa, na verdade, era uma armadilha instalada na periferia da cidade, que poderia ter fisgado a minha, a sua, a vida de qualquer um.  Com três metros de profundidade, jorrava água numa pressão tão avassaladora que a amiga da garota que caiu na cilada foi salvar a colega em desespero e acabou puxada e morta, nas mesmas circunstâncias.

Lá se foram duas vidas tomadas pelo descaso do poder público. A armadilha foi armada pela Compesa, seja de forma voluntária ou involuntária. Há quatro dias o buracão estava ali exposto pelo descaso de quem deveria ter fechado imediatamente – a Compesa.

E pelo que consta ninguém até agora foi punido,  nem mesmo o gerente de Camaragibe, que, supostamente, seria o responsável pelas ações da empresa naquele município.  

A Compesa emitiu apenas uma nota lamentando o episódio e informando que depois repassaria mais informações. Que não vieram e não virão. O Brasil é, infelizmente, o País da impunidade!

DISPUTA FERRENHA – O governador Eduardo Campos (PSB) não disputa sozinho o controle do Ministério da Integração Nacional. O deputado Manoel Castro, do PMDB do Piauí, confirmou, ontem, que o presidente do seu partido, Michel Temer, o indicou. De fato, a pasta, hoje, pertence ao PMDB. A não ser que a presidente eleita tenha mudado os critérios e as cotas dos partidos.

Crise em Belmonte - O prefeito de São José do Belmonte, Rogério Leão (PR), reduziu, ontem, o seu e o salário de todos os secretários e diretores de segundo escalão em 10%. Cortou, ainda, gratificações e está pensando em extinguir o número de secretarias. As medidas, segundo ele, foram para evitar demissões, ainda não descartadas.

Servidor paga o pato - Ameaçada de ser denunciada ao Ministério Público, a prefeita de Betânia, Eugênia de Souza Araújo (PR), apressou-se em fazer acordo com o Banco Gerador para pagar empréstimo consignado descontado dos funcionários. Mas, tudo ficou nas boas intenções e os repasses voltaram a atrasar. Quem paga o pato é o coitado do servidor, que fica sujo no Serasa.

O misterioso - O governador Eduardo Campos garante que não tratou de nomes para o Ministério na conversa que teve com a presidenta eleita Dilma Rousseff. “Na hora certa, trataremos”, observa o socialista, adiantando que também não sugeriu Fernando Bezerra para o Ministério da Integração Nacional. Será?

A vida real - Magoado com a presidente eleita Dilma Rousseff e já fora do seu governo, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, já começou a soltar a língua. Num encontro com empresários em São Paulo, vazou que os juros só não subiram antes das eleições por causa do escândalo do Panamericano.

 

 

CURTAS –

OS DOIS BICUDOS – Não convidem para uma mesma mesa o candidato derrotado ao Planalto, José Serra, e o presidente tucano Sérgio Guerra. A briga tem origem pelo controle do partido. Serra quer, a qualquer custo, tomar as rédeas tucanas.

FILME– Cineasta e historiador, Cleonildo Cruz levou o seu filme “Caixa de Pandora, do mito a realidade”, para o festival nacional de Brasília e acabou gerando o maior bafafá, porque mostra o escândalo que derrubou o governador Arruda.

EQUIPE– O governador reafirmou, ontem, que só trata de secretariado a partir do próximo dia 17, quando será diplomado. Mas, nos bastidores, as especulações não param. Dizem que ele não convocará nenhum deputado estadual para a equipe.

'O que guarda a lei é filho sábio, mas o companheiro dos desregrados envergonha a seu pai'. (Provérbios 28-7)

  Escrito por Magno Martins, às 06h00
 
Comentários Comentários (40) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Prefeito de Escada condenado pelo Tribunal de Contas
 O prefeito de Escada, Jandelson Gouveia, se recusou a dar qualquer esclarecimento público sobre a condenação que sofreu do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE) que constatou superfaturamento na contratação da empresa de transportes Faserpa Comércio e Serviço Ltda. De acordo com o parecer do órgão, dos R$ 841 mil pagos em licitação para o serviço realizada em 2008, R$ 534 mil foram superfaturado ou até mesmo pagos indevidamente, ´uma vez que não correspondem a nenhum serviço prestado`, relata decisão do TCE. Também foram condenados a Faserpa e a dona da empresa, Fátima Serpa.

Em meio às falhas constatadas pelo Tribunal estão fracionamento de despesas, subcontratações indevidas, apresentação de documentos falsos por parte da Faserpa e utilização de veículos em situação irregular perante o Detran
.(Do Diario de Pernambuco - Júlia Schiaffarino)
  Escrito por Magno Martins, às 05h50
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Rio: advogados do terror podem ir para a cadeia
A Justiça, o Ministério Público Estadual e a polícia do Rio começaram ontem a quebrar a estrutura financeira e jurídica da quadrilha chefiada pelo traficante Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, do Comando Vermelho (CV). Três advogados, apontados como ‘pombos-correios’ de Marcinho e Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, para os ataques nas ruas do Rio tiveram ontem a prisão preventiva decretada. Os ‘mensageiros’ do tráfico de drogas são Beatriz da Silva Costa de Souza — amante de Marcinho VP — Flávia Pinheiro Fróes e Luiz Fernando da Costa, que atuam para os bandidos da quadrilha.

Já foi presa ontem a mulher de Marcinho, Márcia Gama dos Santos Nepomuceno, 29 anos, estudante de Direito, acusada de lavagem de dinheiro e de também levar informações do traficante para sua quadrilha. Pelo menos mais 15 pessoas estariam envolvidas no esquema de encobrir o dinheiro do tráfico de drogas. A Justiça decretou o sequestro de bens dos acusados. Como O DIA publicou com exclusividade ontem, escutas telefônicas, autorizadas pela Justiça, flagraram a ação do trio de advogados.(De O DIA) 

  Escrito por Magno Martins, às 05h30
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Vereador de Guarujá que denunciou prefeita é morto a tiros

 O vereador do Guarujá (86 km de São Paulo) Luis Carlos Romazzini (PT), 45, foi morto a tiros na madrugada de ontem em sua casa. Segundo a polícia, três homens armados invadiram o local e atiraram seis vezes contra ele. Em seu blog, Romazzini havia feito diversas críticas à administração da prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB). Em 2006, o vereador chegou a ser ameaçado de morte durante o escândalo que ficou conhecido como o 'mensalinho do Guarujá'.

A polícia informou que Romazzini registrou, na quarta-feira, um boletim de ocorrência de ameaça de morte. O PT paulista lamentou a morte do vereador e cobrou o esclarecimento do caso.

Romazzini e sua mulher estavam dormindo quando os criminosos tentavam entrar na casa. Ele acordou com barulhos no portão e ao abrir a porta, foi alvejado.

  Escrito por Magno Martins, às 05h00
 
Comentários Comentários (3) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Candidata favorita no Haiti diz que tem Dilma como modelo
Emilio Morenatti/Associated Press

A candidata à Presidência do Haiti Mirlande Manigat chega para comício de campanha

Elegante numa bata branca, com acessórios dourados e o cabelo penteado para trás, Mirlande Manigat, 70, explica calmamente por que quer ser a futura presidente do Haiti, segundo a Folha de S.Paulo. Em francês, e logo em creole, o idioma local. A candidata do conservador RNPP é a que lidera, com 36%, a pesquisa de opinião tida como referência -- ainda que não livre de controvérsia, porque paga pela principal associação empresaria -l- para as eleições gerais de amanhã no país caribenho.

"Estive no Brasil e conheci Dilma. Uma mulher muito forte. Voltei com mais convicção de que o Haiti deve ter uma mulher presidente. Saiam a votar para que em 7 de fevereiro tenhamos uma mulher na Presidência como o Brasil terá em primeiro de janeiro", disse, questionada pela Folha, durante coletiva ontem com a imprensa local e estrangeira.

"Precisamos acabar com o sistema instalado por René Préval", lança ela, ferrenha opositora do atual presidente e também do antigo padrinho político dele, o deposto Jean Bertrand Aristide. Num país de tradição machista como o Haiti, a rudimentar campanha televisiva de Manigat não cansa de desfilar as mandatárias mulheres da região e do mundo, com destaque para a presidente eleita brasileira, Dilma Rousseff.

  Escrito por Magno Martins, às 04h30
 
Comentários Comentários (1) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Ex-governador citado em superfaturamento milionário

 Cinco promotores de defesa do patrimônio público em Mato Grosso pediram ao procurador-geral de Justiça que abra investigação contra o ex-governador e senador eleito Blairo Maggi (PR), informa a Folha de S.Paulo. O objetivo, diz a Promotoria, é apurar o papel de Blairo na compra supostamente superfaturada de maquinário pesado em 2009. Nesta semana, dois secretários da gestão Blairo e nove empresários foram denunciados por suspeita de participação em irregularidades que teriam permitido um rombo estimado em R$ 44 milhões aos cofres do Estado. Agora, segundo a Promotoria, é preciso esclarecer a conduta do ex-governador.

"Os procedimentos licitatórios [...] só seriam passíveis de serem fraudados com a conivência e a participação direta e eficiente da alta cúpula do governo estadual", diz trecho da representação. Ao todo, 705 máquinas (caminhões, motoniveladoras e escavadeiras hidráulicas, entre outras) foram compradas pelo governo, por meio de um financiamento de R$ 241 milhões obtido com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

  Escrito por Magno Martins, às 04h00
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
PF grava ameaça de morte de deputado do PMDB a fiscal da ANP

 Documento da Polícia Federal relata que o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) ameaçou um superintendente de fiscalização da ANP (Agência Nacional do Petróleo) para favorecer o Grupo Magro, do setor de distribuição de combustíveis no Rio. Trata-se da transcrição de conversa que, conforme o documento, ocorreu entre Cunha e o então superintendente de Fiscalização da ANP Jefferson Paranhos Santos, no dia 9 de agosto de 2007.

'O sr. Ricardo Magro [do Grupo Magro] é nosso amigo. Eu e o partido devemos muito a ele. Ele está sendo vítima de perseguição e arbitrariedade', disse Eduardo Cunha, conforme o documento. 'Em sua defesa vamos até a morte.' Em 2007, uma das empresas do Grupo Magro tinha sido interditada. 'Você está complicando as coisas. Basta desinterditar a empresa. [...] As coisas no Rio se resolvem de outra maneira, alguém pode se dar mal', continuou.

Também consta dos papéis que o delegado federal Cláudio Nogueira deu proteção a Santos devido às ameaças. Por conta disso, foi interpelado na Justiça por Cunha. No domingo, 'O Globo' revelou que Magro é o principal alvo de inquérito que apura o envolvimento de um parlamentar do Rio em fraude no setor de combustíveis.

  Escrito por Magno Martins, às 03h32
 
Comentários Comentários (0) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Deputados citados no mensalão do DEM ficam livres de processo

 A Câmara Legislativa do DF arquivou ontem os processos de quebra de decoro parlamentar contra cinco deputados citados no escândalo do mensalão do DEM. Por três votos a um, os distritais entenderam que os colegas não foram indiciados pelo relatório final da Polícia Federal e, portanto, não cabia processo por quebra de decoro.

Para arquivar os processos, os parlamentares tiveram de anular a votação realizada em junho por eles próprios. Nela foi determinado o sorteio dos relatores para cada um dos processos contra os deputados Benedito Domingos (PP), Benício Tavares (PMDB), Rôney Nemer (PMDB), Aylton Gomes (PMN) e Rogério Ulysses (PRTB).

  Escrito por Magno Martins, às 03h00
 
Comentários Comentários (2) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

27
11/10
Dilma pouco aparece em público após a vitória nas urnas

 Após sair vitoriosa das urnas, a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT), reduziu suas aparições públicas, participou de apenas uma entrevista coletiva e passa a maior parte do tempo reclusa na Granja do Torto, um dos "bunkers" da Presidência, em Brasília, informa a Folha de S.Paulo. A rotina é diferente da que cumpriu na campanha, quando tinha pelo menos um evento público por dia, seguido de uma coletiva.

A última aparição pública de Dilma foi na reunião do Diretório Nacional do PT no dia 19, quando se irritou ao ser abordada por dois jornalistas na garagem. "Se eu quiser confirmar, eu chamo uma coletiva", se limitou a dizer na ocasião, ao ser questionada se confirmaria o nome de Guido Mantega na Fazenda.

Nesses primeiros 27 dias, ela resumiu suas aparições públicas e declarações a cinco momentos: o discurso de eleita, entrevistas isoladas a TVs, logo após a posse, uma entrevista coletiva ao lado de Lula, declarações na viagem a Seul e a fala no encontro do PT.

  Escrito por Magno Martins, às 02h33
 
Comentários Comentários (2) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  

26
11/10
Bezerra Coelho pode ser ministro de Cidades ou Integração

 Setores do PP já foram informados que, dificilmente, o ministério das Cidades continuará com o partido no governo Dilma Rousseff (PT). Segundo o iG apurou, a presidenta eleita está disposta a entregar a pasta ao PSB. As negociações estão sendo conduzidas pelo presidente do partido governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que tem dito a interlocutores que “a prioridade é o ministério das Cidades”. O governador tem dois nomes para ocupar a pasta: a primeira opção é Fernando Bezerra Coelho, atual secretário de Desenvolvimento em Pernambuco. O segundo nome é o deputado Márcio França (PSB-SP), líder do partido na Câmara.

 Além das Cidades, o PSB pediu a pasta da Integração Nacional. Nesse caso, Fernando Bezerra é o mais forte candidato. O problema é que o PMDB tenta manter o posto, que foi do deputado Geddel Vieira Lima (PMDB-BA) até abril deste ano. Para ter Integração ou Cidades, o PSB admite ceder Ciência e Tecnologia e a Secretaria de Portos, cargos que ocupa atualmente. Na semana que vem, Campos volta a Brasília para conversar sobre o assunto com Dilma e os coordenadores da transição: José Eduardo Dutra, José Eduardo Cardozo e Antonio Palocci.

  Escrito por Magno Martins, às 20h30
 
Comentários Comentários (7) Enviar por E-mail Enviar por e-mail Imprimir Imprimir Topo Facebook Twitter Twitter Topo Topo  


Copyright Magno Martins. 2011. Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita do autor.